Rede e Roteamento

De Wiki Cursos IFPR Foz
Ir para navegação Ir para pesquisar

Configuração de Rede e Roteamento

Configuração de interface de rede

Para adicionar uma máquina na rede é obrigatória a configuração de no mínimo dois parâmetros, o endereço IP e a máscara de rede. Com isto a máquina já está apta para se comunicar com outras na mesma rede local.

Para uma configuração completa é ainda necessário definir o nome da máquina, o roteador padrão (default gateway) e o servidor de nomes (DNS).

Todos estes parâmetros podem ser configurados estaticamente pelo administrador, ou dinamicamente por meio de um servidor DHCP.

A configuração estática é recomendada para servidores, já a configuração dinâmica é utilizada para máquinas desktop de uso geral [1].

ifconfig

O aplicativo ifconfig pode ser utilizado para visualizar a configuração ou configurar uma interface de rede. Se nenhum argumento for passado na chamada do ifconfig, o comando mostra a configuração atual de cada interface de rede.

Exemplo
Saída do comando ifconfig:
evandro@ubuntuServer:~$ ifconfig
eth0     Link encap:Ethernet  Endereço de HW 08:00:27:44:99:83  
         inet end.: 192.168.1.67  Bcast:192.168.1.255  Masc:255.255.255.0
         endereço inet6: fe80::a00:27ff:fe44:9983/64 Escopo:Link
         UP BROADCAST RUNNING MULTICAST  MTU:1500  Métrica:1
         pacotes RX:152 erros:0 descartados:0 excesso:0 quadro:0
         Pacotes TX:85 erros:0 descartados:0 excesso:0 portadora:0
         colisões:0 txqueuelen:1000 

         RX bytes:19360 (19.3 KB) TX bytes:11957 (11.9 KB)
lo       Link encap:Loopback Local  
         inet end.: 127.0.0.1  Masc:255.0.0.0
         endereço inet6: ::1/128 Escopo:Máquina
         UP LOOPBACK RUNNING  MTU:65536  Métrica:1
         pacotes RX:0 erros:0 descartados:0 excesso:0 quadro:0
         Pacotes TX:0 erros:0 descartados:0 excesso:0 portadora:0
         colisões:0 txqueuelen:0 
         RX bytes:0 (0.0 B) TX bytes:0 (0.0 B)
Descrição da saída do comando ifconfig

Interfaces de rede:

  • eth0 -> Configuração da interface de rede cabeada (placa de rede);
  • lo -> Configuração da interface de loopback, utilizado para testes locais do protocolo IP;

Parâmetros principais indicados para interface: eth0

  • Encapsulamento do Link: Ethernet -> Indica que o tipo de rede é Ethernet;
  • inet end: 192.168.1.67 -> Endereço IP;
  • Masc: 255.255.255.0 -> Máscara de rede;
  • Bcast: 192.168.1.255 -> Endereço de broadcast;
  • Endereço de HW: 08:00:27:44:99:83 -> Endereço físico da interface;
  • endereço inet6: fe80::a00:27ff:fe44:9983/64 Escopo:Link -> Endereço IPv6 de escopo local gerado por autoconfiguração
  • MTU: 1500 -> Maximum Transfer Unit -> Tamanho máximo do datagrama suportado pelo enlace

Configuração manual de rede

Cliente DHCP
O cliente DHCP (dhclient)vem instalado por padrão nas estações Ubuntu. Este serviço é acionado automaticamente quando a estação é configurada para obter endereço IP automaticamente.
Também é possível chamar o serviço para obter a configuração IP automática para uma dada interface de rede, por exemplo, o comando:
dhclient eth0
Configuração com ifconfig
Permite configurar uma interface de rede.
Exemplo:
ifconfig eth1 192.168.20.10 netmask 255.255.252.0

Desativar uma interface:

ifconfig eth1 down

Ativar uma interface:

ifconfig eth1 up

Ao se configurar uma interface de rede, cria-se uma rota automática para a sub-rede diretamente acessível via aquela interface. Isto se chama roteamento mínimo.

A configuração de uma interface de rede com ifconfig não é permanente no sistema. Caso se deseje uma configuração permanente deve-se editar o arquivo /etc/network/interfaces.

Configuração permanente das interfaces de rede

Arquivo /etc/network/interfaces

O arquivo interfaces permite configurar de modo permanente as interfaces de rede, as quais são ativadas automaticamente na hora do boot.

Configuração dinâmica com arquivo /etc/network/interfaces
Exemplo de configuração padrão para desktop:
evandro@ubuntuServer:/etc/network$ more interfaces
# This file describes the network interfaces available on your system
# and how to activate them. For more information, see interfaces(5).

# The loopback network interface
auto lo
iface lo inet loopback

# The primary network interface
auto eth0
iface eth0 inet dhcp
No exemplo a interface eth0 recebe configuração via DHCP e a interface lo é o endereço de loopback utilizados para testes locais
Configuração estática com arquivo /etc/network/interfaces
auto eth0
iface eth0 inet static
address 192.168.40.10
netmask 255.255.252.0
gateway 192.168.40.1
No exemplo a interface eth0 recebe a configuração de forma estática, incluindo o endereço IP (address), máscara de rede (netmask) e o roteador padrão (gateway).

Após a edição da configuração o serviço de rede deve ser reiniciado:

/etc/init.d/networking restart

Teste de conectividade

ping
Aplicativo ping permite a um usuário verificar a conectividade na rede. Exemplo:
ping 192.168.20.1

Configuração do cliente DNS

A configuração cliente do servidor de nomes (DNS) indica qual o servidor de nomes será consultado para traduzir nomes de domínio para endereços IP.

No Ubuntu o arquivo de configuração do DNS é o /etc/resolv.conf e é atualizado automaticamente pelo sistema.

Para se editar manualmente este arquivo deve-se desabilitar o serviço automático de atualização, através do comando dpkg-reconfigure resolvconf, escolhendo a primeira opção como yes e as demais opções deixando o padrão. Em seguida edita-se o arquivo /etc/resolv.conf, por exemplo:

#DNS público da Google
nameserver 8.8.8.8

Verificação e teste do roteamento

route

O comando route mostra e manipula tabelas de roteamento no Linux.

Para verificar a tabela de roteamento do computador, executar o comando:

route -n
Exemplo
evandro@ubuntuServer:~$ route -n
Tabela de Roteamento IP do Kernel
Destino         Roteador        MáscaraGen.    Opções Métrica Ref   Uso Iface
0.0.0.0         192.168.20.1     0.0.0.0         UG    0      0        0 eth0
192.168.20.0     0.0.0.0         255.255.252.0   U     0      0        0 eth0
  • Na primeira linha o destino 0.0.0.0 indica uma rota default, ou qualquer IP diferente da rede local -> Para tal a saída é o roteador padrão 192.168.20.1.
  • Na segunda linha o destino 192.168.20.0 indica a rede local -> Para tal, o roteador 0.0.0.0 indica que não há necessidade de roteamento pois o destino está na própria rede.

Definição de rotas estáticas

Rotas estáticas podem ser adicionadas a uma tabela de roteamento de um host com os comandos:

  • Configuração do roteador padrão da rede:
route add default gw 192.168.20.1 dev eth0
  • Adição de uma rota estática em um roteador:
route add -net 192.168.20.0 netmask 255.255.252.0 gw 10.0.0.2 dev eth1
  • Remover uma rota:
route del -net 192.168.20.0 netmask 255.255.252.0 gw 10.0.0.2 dev eth1

Referências

  1. VALLE, O. T. Adminstração de Redes com Linux: Fundamentos e práticas, IFSC, Florianópolis, 2010.

--Evandro.cantu (discussão) 18h43min de 22 de novembro de 2015 (BRST)